IRMÃ E CUNHADO TERIAM MATADO JOVEM EM AREIA BRANCA POR QUESTÕES FINANCEIRAS

 Na manhã desta terça-feira, 16, a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) realizou uma coletiva de imprensa para explicar como se deu a elucidação do crime bárbaro contra a jovem Verônica Elisiane Barbosa Mesquita, de 23 anos, conhecida como Mel, encontrada morta na manhã do dia 10 de novembro, às margens do Rio Cafuz, no município de Areia Branca.

 De acordo com as informações narradas pela delegada Jéssica Garcia, a irmã, Elissandra de Jesus Oliveira, conhecida como Naninha, marcou um encontro com a vítima e antes disso passou em um posto de combustíveis e comprou gasolina, premeditando o que iria fazer. Ela teve a ajuda do esposo, Everton dos Santos Costa, e também de Marcelo, um motorista de táxi que foi responsável por dirigir o veículo.

 Ainda de acordo com a delegada, os autores confessaram o crime e explicaram como se deu a dinâmica dos fatos. “Dentro do carro a Mel foi esfaqueada e morreu no banco traseiro. O local onde o corpo foi encontrado serviu apenas para a desova e eles utilizaram o combustível para colocar fogo no corpo da vítima, a fim de limpar qualquer vestígio. Em seguida saíram de lá e lavaram o carro. Esse carro foi periciado e estamos aguardando o laudo”, disse a delegada.

 Sobre a motivação, a delegada informou que só tem o relato dos autores, mas que as investigações continuam com o intuito de buscar elementos que possam confrontar o que diz Elissandra e Everton.

 “Segundo os relatos o que motivou foi dinheiro. Elas trabalhavam juntas com agiotagem e perderam a noção da coisa. Ela relata que a Mel estaria ameaçando matar a Naninha e ela resolveu matar primeiro”, narrou Jéssica.

 A prisão temporária do casal foi deferida pela Justiça ainda no sábado, 13, e a polícia conseguiu localizar o casal no município de Penedo, no Estado de Alagoas, enquanto almoçavam em um quiosque, na região da balsa de acesso ao município sergipano de Neópolis.

 Após oitiva na Central de Flagrantes, em Aracaju, Everton foi transferido para a 4ª Delegacia Metropolitana, no bairro Farolândia, e Elissandra de Jesus foi para a 2ª DM, no Bairro Getúlio Vargas. A dupla deve passar por audiência de custódia nesta terça-feira, 16.

 

Comentários