Número de veículos nas ruas de Salvador sobe de 36% para quase 81% e preocupa prefeitura

A gestão municipal estabeleceu três áreas da cidade para agregar os dados: subúrbio, miolo e orla.

O prefeito ACM Neto (DEM) demonstrou preocupação com o aumento do número de veículos que transitam diariamente por Salvador. Nesta quinta-feira (7), em live com o governador Rui Costa (PT), o gestor expôs dados que apontam que, em média, 80,6% dos veículos da capital baiana estiveram nas ruas nos últimos dois dias – a prefeitura estima que o pico chegou a ser de cerca de 36% na introdução das medidas de distanciamento social.

 

A gestão municipal estabeleceu três áreas da cidade para agregar os dados: subúrbio, miolo e orla.

 

No subúrbio, que corresponde a bairros como Plataforma, Bonfim e Pirajá, o nível atual é de 81%, ou 95.858 veículos. Houve um aumento de 14% em relação a março. 

 

No miolo, onde existem localidades como Cabula, Cajazeiras e Pernambués, o índice é o menor dentre as três áreas: 76%. No entanto, em números absolutos, há mais veículos: 134.296. Em março, a porcentagem era de 49%. Apesar de ser o menor percentualmente, a área registrou um aumento maior que o subúrbio: 27%.

 

Na orla, o crescimento foi de 35% - salto de 50% em março para 85%, no atual momento, maior percentual entre os três locais. Foram 149.323 veículos, em média, registrados nos últimos dois dias. A área engloba a faixa entre o Comércio e Jardim das Margaridas.

 

Neto se disse preocupado com o aumento. “Nos dois últimos dias, o número de veículos transitando em média na cidade foi de exatamente 19% a menos em relação a um dia normal. Houve, portanto, um crescimento enorme. Nós chegamos a ter no auge do respeito às medidas de isolamento social, menos 64% dos veículos transitando pela cidade”, lamentou. 

 

Fotos: Divulgação / Prefeitura de Salvador (clique para ampliar)

 

PERCENTUAL DE PASSAGEIROS ESTÁVEL
Embora o contingente de veículos tenha crescido, o número de passageiros transportados no sistema de transporte público da capital cresceu 2% - de 30% para 32%, entre março e abril. 

 

Na região do subúrbio, nos últimos dois dias, foram, em média, 139.968 passageiros. Na orla foram 108.273 e no miolo 194.852.

 

Esta estabilidade se deve à redução de 30% na frota de ônibus da capital promovida pela prefeitura. 

 

MEDIDAS RESTRITIVAS
Neto ainda anunciou nesta quinta medidas restritivas que serão implantadas em três localidades da cidade: Av. Joana Angélica, Boca do Rio e Plataforma. O prefeito, junto com o governador, afirmaram que as ações de contenção não são o chamado lockdown. No entanto, haverá barreiras sanitárias para restringir a circulação viária entre 7h e 19h. A medida terá efeito de sete dias, a partir de sábado (9) ou segunda-feira (11) (entenda aqui).  

 

 

Por Fram Marques, Jornalista DRT 2308/MTB-SE

Com informações do Infome Bahia Notícias / Matheus Caldas

Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Comentários